Descubra como estudar para um processo seletivo




Você sabia que estudar é uma atitude que você deve realizar antes mesmo de ingressar em um processo seletivo?

Pois é, a preparação começa no momento em que você ainda está buscando a melhor vaga para se candidatar.

Neste guia, você vai descobrir como estudar para um processo de seleção, a importância da preparação e dicas em todas as etapas.


Por que estudar para o processo seletivo


Estudar para o processo de seleção é fundamental para ampliar as chances de contratação.

Afinal, o recrutamento geralmente tem várias etapas.


É preciso não apenas passar pela primeira avaliação do recrutador, quando ele analisa o currículo, mas se destacar dos demais candidatos à vaga em uma entrevista.


Por isso, além de buscar as vagas mais adequadas para o seu perfil, é crucial conhecer a empresa na qual está se candidatando, ter pleno domínio sobre a sua trajetória e estar preparado para explorar ideias de forma clara e objetiva.


Imagine o seguinte cenário: você tem uma qualificação excelente no currículo, mas, na hora de ficar cara a cara com o recrutador, não tem controle sobre o nervosismo.

Ou, então, é questionado sobre o porquê de desejar a vaga, mas não sabe informações relevantes sobre a empresa e como ela pode ajudar na conquista dos objetivos profissionais.


Acredite: esse tipo de deslize pode pesar na avaliação do recrutador.

Em um artigo para a revista Entrepreneur, Jeff Haden garante que a preparação para a seleção requer mais do que ensaiar respostas para perguntas comuns em entrevistas.

“Se você quer ser contratado  — seja para um trabalho paralelo ou para um emprego em tempo integral enquanto espera começar o próprio negócio  — há muito mais envolvido”, destaca o autor. Então, vamos aprender como estudar para um processo seletivo?


Antes de estudar para um processo seletivo


Tenha em mente que a preparação para um processo seletivo começa antes mesmo de você agendar uma entrevista.

Ou seja: antes de iniciar os estudos para um recrutamento específico, você já precisa dedicar atenção à vaga, seja selecionando a mais adequada para o seu perfil, seja montando o currículo.


Para ajudar nessa tarefa, nos próximos tópicos, vamos descobrir o que é importante fazer antes de estudar para um processo seletivo.


Monte o currículo ideal


O currículo geralmente é o primeiro ponto de contato entre você e o recrutador.

Além de dispor as informações com organização, insira apenas experiências e habilidades que sejam, de fato, relevantes para a vaga.


Aborde características técnicas (competências e habilidades), formação, treinamentos e cursos e principais resultados obtidos na carreira.


No livro Como conquistar o seu emprego (Universo dos Livros, 2010), Janaina Corral destaca que o currículo deve ser objetivo, bem-elaborado e conciso, mostrando por que aquela empresa deve contratar você.


Uma boa estratégia é personalizar o currículo conforme a vaga a que você vai concorrer, resumindo as informações que despertem o interesse do recrutador.


Crie um portfólio


Criar um portfólio é essencial, porque muitas empresas pedem que ele seja anexado junto ao currículo na hora de se cadastrar em um processo seletivo.


Também se trata de uma ferramenta importante para que você mostre os seus melhores trabalhos  — uma espécie de vitrine profissional.


Mapeie empresas em que você gostaria de trabalhar


Identifique quais empresas se destacam na sua área e que oferecem oportunidades condizentes com as suas metas e expectativas profissionais.


Esse mapeamento inicial é importante para que você saiba onde buscar vagas.

Fique atento aos canais de comunicação usados por essas organizações, como site institucional, redes sociais e plataformas de recrutamento.


Enquanto isso, aproveite o tempo livre para reunir o máximo de informações sobre as empresas, porque elas serão úteis caso você ingresse em um processo seletivo.


Analise as descrições das vagas


Avaliar criteriosamente os requisitos e características da vaga é essencial para que você dedique atenção para aquelas que realmente fazem sentido.


Em um artigo para o jornal The Balance, a especialista em busca de emprego Alison Doyle salienta que é preciso considerar o que a empresa está procurando em um candidato na hora de verificar o anúncio.


“Faça uma lista das habilidades, conhecimentos e qualidades profissionais e pessoais que são exigidas pelo empregador e que são essenciais para o sucesso no trabalho”, orienta a autora.


Foque na qualificação


Mesmo que você não tenha um processo seletivo específico em vista, invista na qualificação contínua.


Desenvolver competências e habilidades técnicas e comportamentais desejáveis para as vagas na sua área pode fazer a diferença mais tarde.


Ao analisar as oportunidades das empresas, você já terá uma ideia de requisitos básicos que deve preencher.


A partir disso, pesquise cursos, leia livros, busque por certificações e tente exercitar características comportamentais essenciais, como espírito de liderança e comunicação interpessoal.