O mercado de trabalho e as profissões

Para fazer uma boa escolha em relação à carreira profissional, é importante que o jovem conheça bem o mercado de trabalho e as profissões, e principalmente aquelas profissões que mais estão em alta na atualidade, bem como outras que estarão mais valorizadas em um futuro próximo.











Comecemos analisando o mercado de trabalho e as profissões para o ano de 2019.


PROFISSÕES EM ALTA NO ANO DE 2019


Segundo a Firjan, que realizou uma pesquisa com mais de 400 empresas englobando mais de dois milhões de empregados, as duas áreas de atuação profissional que mais contratarão até 2020, estão concentradas nas áreas de gestão e produção.


Dentro de cada uma destas áreas encontra-se uma série de profissões. Por exemplo, no campo da gestão encontramos: Recursos Humanos, Marketing, Atendimento, Planejamento, Compras, Comercial, Ouvidoria, Tecnologia da Informação e etc.


No campo de atuação em produção temos as profissões: Engenharia, Produção, Gestão de Qualidade, Projetos, Pesquisa e Desenvolvimento e etc.


A pesquisa ainda foi além e concluiu que para conseguir um cargo de produção é necessário um curso técnico, e para um cargo de gestão é preciso um curso de nível superior. Já as funções de gerência e diretoria requerem pelo menos uma pós-graduação.


A alta nestas áreas está atrelada ao esfriamento da economia nos anos anteriores a 2019, em decorrência da crise política vivida pelo Brasil. Em situações assim, o mercado de trabalho privilegia as profissões que lidam com a melhora das vendas, do atendimento, produção e gestão.


Por outro lado, o crescimento do mercado informal, também em decorrência da crise, coloca em posição de vantagem competitiva os indivíduos que possuem nível superior e conhecimentos sólidos na área de marketing e digital.


Ainda na contramão das tendências apresentadas pela pesquisa da Firjan, o site Universia publicou artigo em agosto de 2019 onde aponta as áreas de Saúde e Finanças como uma das grandes promessas do ano.


Novamente, entram em cena aqui as tendências políticas e sociais afetando o mercado de trabalho e as profissões.


No campo da saúde, por exemplo, o Brasil enfrenta uma grande escassez de médicos, principalmente nas regiões remotas do país. Nestes casos, costumam se oferecer salários maiores para os profissionais da saúde que trabalham nestas regiões distantes.


Mesmo que a carreira de saúde, principalmente a profissão de médico, requeira uma formação longa e mais alguns anos de estágio (residência médica), a situação precária na qual se encontram estes estados e cidades brasileiras do interior dificilmente encontrará uma solução no curto prazo se não for tomada uma decisão radical, como a contratação de médicos vindos do exterior.


O MERCADO DE TRABALHO E AS PROFISSÕES NUM FUTURO PRÓXIMO


Desnecessário dizer que, no geral, as profissões do futuro exigirão um alto nível de conhecimento tecnológico e criatividade pessoal. Mas por incrível que pareça, outras profissões menos ligadas à tecnologia digital podem surgir, como foi divulgado pelo Center for the Future of Work (Centro para o Futuro do Trabalho, em tradução livre).


De acordo com esta organização, teremos profissões que exigem alto nível de inteligência emocional, como a de Talker/Walker, que são profissionais especializados em ouvir e conversar com pessoas idosas e ir ao encontro delas quando necessário; e também a profissão de Curador de memórias pessoais, cuja função é recriar experiências passadas de clientes que perderam suas memórias .


Fonte:

https://noticias.universia.com.br/emprego/noticia/2019/10/29/1166970/mercado-de-trabalho-e-as-profissoes.html

3 visualizações0 comentário