Recrutador, Nós Amamos!

September 15, 2017

Diariamente diversas postagens e artigos são criados para detalhar, tentar explicar e "comprovar" o quanto profissionais de RH, especialmente de recrutamento e seleção são insensíveis, frios e calculistas. Esses profissionais, que são tão importantes por um momento tão especial de nossas vidas, quase sempre não respondem aos contatos, não fornecem feedback e tampouco selecionam os melhores. Inclusive porque eu não fui selecionado. Antes de trabalhar com RH participei de diversos processos e durante muito tempo tive a mesma sensação dolorosa.

 

 

 

Sempre que iniciamos treinamentos sobre técnicas de entrevistas com RH no IBRA Outplacement, nossa primeira atitude é sempre demonstrar que o principal objetivo do profissional de RH é conseguir encontrar um bom candidato para "entregar" ao gestor solicitante do processo seletivo. É fundamental que o candidato compreenda pelo menos um pouco sobre a estruturação de um processo seletivo!

 

Com o intuito de conectar pessoas, tomei a decisão de, em alguns artigos, explicar cada uma das fases dos processos seletivos, para que mais profissionais possam identificar seu caminho assertivo e potencializar sua conexão com os profissionais de recrutamento e seleção (RH). E assim espero, que nós, profissionais de RH, recebamos mais compaixão e sejamos mais bem-vistos pelas senhoras e senhores!!

 

Os processos seletivos são divididos em etapas específicas que podem variar de acordo com cada empresa e cargo, mas que basicamente são divididas em:

 

1- Pesquisar no Plano de C&S as atividades e competências específicas para o cargo e identificar com o gestor as atitude comportamentais desejadas. (Empresas desenvolvidas possuem perfil comportamental e cultural desejado para cada cargo, em cada equipe específica).

2- Divulgar o processo seletivo. (Exite uma estratégia específica para isso, falaremos nos próximos artigos!).

3- Triar currículos. (Profissionais recebem em média mais de 200!!! currículos por cada vaga.

4- Dinâmicas de Grupo e Testes Comportamentais. (Nas dinâmicas avaliamos comportamentos e atitudes impossíveis de serem avaliadas em entrevista individual).

5- Entrevista Individual. (Presencial - Skype - Whatsapp) (Existem técnicas específicas para extrair e apresentar o melhor de seu perfil para cada vaga!). Mentir é sempre pior!!

6- Entrevista com Gestor (Seleciona de forma diferente do RH).

7- Avaliações Psicológicas. (Estar conectado ou não com o perfil desejado é a melhor forma de explicar essa etapa. Não existe ser aprovado ou reprovado em AP.)

 

Hoje, como dizia um excelente diretor de RH que me ensinou muito, quero começar do começo!

 

***Como passar pelas triagens de currículo.

 

Como dito alguns parágrafos atrás, para cada vaga, um profissional de RH recebe em média mais de 200 currículo.

 

E, atualmente com o volume de processos por cada profissional, quanto tempo ele investirá em média em cada processo?! 9 Segundos. Isso mesmo! 9 segundos no máximo. Portanto, currículo é fundamental em processos de evolução profissional!

 

Entre os 200 currículos recebidos, 100 serão descartados por não possuírem as características específicas solicitadas pela vaga. Ou seja, enviar currículo para vagas que estejam realmente distantes do seu perfil profissional, raramente trará qualquer resultado positivo. Fique atento ao perfil da vaga e destaque em cada currículo as atividades que te conectam e porque o recrutador deverá te convidar para o processo seletivo específico. Ainda sobrarão 100 currículos.

 

Logo depois, sistemas (TI) avaliadores de currículos, procurarão as palavras-chaves estratégicas do seu cargo em seu currículo e nesse processo, serão eliminadas mais 80 profissionais! É fundamental identificar as palavras-chave do seu cargo e posicioná-las corretamente em seu perfil profissional.

 

Sobrarão 20! Desses 20, o profissional identificará os perfis mais alinhados com as atitudes, personalidade e experiência desejada pelo futuro gestor do profissional. Sobrarão 4! Esses 4 serão repassados serão convidados para iniciar o processo seletivo.

 

É fundamental ter muita atenção ao currículo. Na internet existem dezenas de formatos e designs e muito se discute sobre o melhor mas na verdade, o mais importante é a ordem como as atividades serão informadas para qualificar, facilitar e agilizar o entendimento do profissional de recrutamento e seleção. Erros de português são proibidos. Inclua as palavras-chave de seu cargo e conecte somente com processos que realmente tenha chance!

 

Um currículo bonito para o profissional recrutador é o currículo que conecte com a vaga e "resolva" o desafio do processo seletivo!

 

Espero que tenha gostado e que eu tenha ajudado no seu início! Esse artigo é colaborativo e tenho certeza que o apoio e opinião de profissionais de RH será fundamental para alcançarmos o objetivo total!

 

No próximo artigo falaremos sobre como manter a disponibilidade e como são realizados os convite para iniciar os processos seletivos. Também colaborativo!

 

Sucesso Sempre!

Conte Comigo.

Rafael Braz - IBRA Outplacement

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

November 4, 2019

November 4, 2019

November 4, 2019

November 4, 2019

November 1, 2019

Please reload

Arquivo